2010 tá chegando…

Passou rápido e a gente nem percebeu, mas…. o ano tá acabando minha gente!!!  E 2010 já se mostra no horizonte como um ano de muitas correrias, sucessos, hip hop e arte da periferia. Pra fazer aquele balanço bom do ano que passou, vocês vão poder conferir, nos meses de janeiro e fevereiro, os melhores programas exibidos em 2009, nas reapresentações especiais que vão rolar.

 Em março a gente volta com a programação inédita e muitas novidades!!

 Então é isso: um final de ano classudo pra todo mundo e em 2010 a gente segue junto e misturado, porque o som não pode parar!

Clássicos do Hip Hop com Emecida e Kamau

Pra celebrar o final do ano em grande estilo, Manos e Minas convidou os MC’s Emecida e Kamau para relembrar, no palco do programa, alguns clássicos do Hip Hop. Músicas que embalaram muita gente e que segue fazendo sucesso entre a rapaziada. Até o Thaide entrou na dança, quer dizer, nas rimas! Imperdível!!

Não custa lembrar que o Manos e Minas vai ao ar sábado, às 18h. Se perder, não tem problema, tem reapresentação na madrugada, às 1h15.

A Nova Escola do Hip Hop

Chega ao fim a série de reportagens que o Manos e Minas preparou sobre a história do Hip Hop em São Paulo.  O início de tudo no Largo S. Bento e na 24 de maio; o lançamento do histórico LP Cultura de Rua; a força e a importância do Raio X do Brasil, LP dos Racionais MC’s. Enfim, durante um mês, cada programa, falou um pouco sobre a evolução do Movimento, que começou em Sampa e se disseminou por todo o Brasil.

E como o tempo e o som não param nunca, a nova escola do Rap nacional segue a todo vapor: correndo atrás e fazendo acontecer. A última reportagem dessa série especial fala dessa rapaziada, que aprendeu com os Racionais que é possível sim nadar contra a maré, fazer um trampo independente e estar na boca da galera das quebradas desse Brasil.

Não perde o último capítulo dessa história no Manos e Minas deste sábado, dia 19 de dezembro, às 18h.

Max B.O. no palco do Manos e Minas

2009 tá acabando e dando espaço para as novidades que 2010 vai trazer. Enquanto isso, o Manos e Minas segue com força total nessa reta final do ano. Neste sábado, Max B.O. mostra porquê é fera no freestyle (o cara já rimou com Afrika Bambataa, Seu Jorge e De La Soul); tem também uma matéria sobre a exposição De dentro pra fora/ De fora pra Dentro, que leva a arte do grafite para o MASP (Museu de Arte de São Paulo), aquele que fica na Paulista. É a cultura de rua mostrando seu (alto) valor!!

No quadro Interferência, o cartunista Laerte, autor de personagens impágaveis que ocupam as páginas do jornal Folha de S. Paulo, diariamente. E mais: a terceira parte da série de reportagens sobre o Hip Hop em São Paulo, momento Caça Talentos, B.Boys, B.Girls. E no comando da festa: Thaide!!

Bom, tá todo mundo já ligado, mas não custa lembrar: Manos e Minas, sábados às 18h, com reprise na madrugada de sábado pra domingo às 1h15.

Relembrando um tempo bom!!

O Manos e Minas segue com a série especial de reportagens sobre a história do Hip Hop em São Paulo. Nesse terceiro capítulo, o lançamento de Raio-X do Brasil, dos Racionais MC’s. O disco é considerado um divisor de águas no Hip Hop porque foi a partir dele que o rap, saiu do gueto e conquistou fãs fora das periferias. Com Raio X do Brasil, o rap nacional fortaleceu seu espaço e abriu caminho para diversos outros rappers de qualidade que apareceram depois. Pois é galera, é importante relembrar esses fatos para as novas gerações que estão aí.

Se liga que a matéria vai ao ar nesse sábado, 12 de dezembro, às 18h.

A História do Hip Hop em Sampa: Segunda Parte

A capa do histórico LP

 

A segunda parte da reportagem especial do Manos e Minas sobre a história do Hip Hop em São Paulo, fala do LP Cultura de Rua, o primeiro disco de rap lançado no Brasil. É galera, a partir daí, ninguém segurou mais o crescimento e o desenvolvimento do Hip Hop. Pra saber mais como foi essa parada é só assistir o programa!

E pra completar a mistura, o ProjetoNave, banda que manda um som instrumental bem bacana, convida Sombra e Emicida pra se apresentar no palco do Manos e Minas. Imperdível: nesse sábado, às 18h, com nossa básica reprise às 1h15 na madrugada de sábado pra domingo.

Tem um livro no meio do caminho….

 

A gente sabe bem como as regiões periféricas das grandes cidades são carentes de livrarias e bibliotecas (e de muitas outras coisas).  Mas o que a gente também sabe é que o que a galera da quebrada tem de sobra é criatividade, vontade e atitude.

A equipe do Manos e Minas foi conhecer uma destas iniciativas, lá na região do Campo Limpo, zona sul de Sampa. Lá rola a bicicloteca, uma biblioteca montada em uma bike que fica em um ponto de ônibus e empresta livros pra quem chegar, de uma forma simples e direta.

Dá uma olhada nas fotos só pra sentir um pouco como foram os bastidores da matéria: